É Só a Chuva Lá Fora.

17/09/2018
"Eram quatro da manhã e ela já havia chegado, a quanto tempo estava ali eu não sabia exatamente, mas pela sua intensidade não fazia muito tempo, como posso saber? Simples ela vem de mansinho, quando você menos espera, começa que você nem nota, fina, macia e silenciosa mas ela gosta de atenção e quando percebe que não foi natada ela se torna forte, intensa, as vezes até violenta, assustador eu sei. 

Sua intensidade não durou muito, meia hora depois ela estava calma, e acolhia quem ainda dormia, estranho eu sei ainda há quem não a note, eu também não notaria, se quer saber, a não ser pelo fato de ela cair bem em cima da minha cama, as quatro da manha, isso era novidade eu confesso, nem sabia que ela tinha por onde entrar, se eu levantei para resolver? Só dei uma ajeitadinha por alto e voltei ao meu sono. 

Logo eram seis da manhã e ela ainda estava lá fora, agora mais calma, mais na dela, porem ainda estava lá, não tinha jeito eu teria de confronta-la, iria ser difícil eu confesso, mas o caminho era curto e um pequeno desafio logo cedo não me faria mal. As seis e cinquenta eu sai rumo ao meu destino com ela ali insistindo em me impedir, mas eu fui forte e resisti, então ela se foi, para onde eu não sei, mas que ela vai voltar ela vai, pode acreditar. Quem era ela? Era só a chuva lá fora."

Setembro Amarelo #together

12/09/2018


Antes do começo do mês recebi um e-mail da Eva do Amável Girassol me convidando para fazer parte de um projeto o "Setembro Amarelo: #together", como o mês tem quatro semanas a Eva sugeriu quatro temas para quatro blogueiras, onde a cada semana uma faria um post sobre esse tema que precisa ser falado mais do que nunca, mas antes de começar vamos falar do que se trata o setembro amarelo.

Setembro Amarelo é uma iniciativa da CVV (Centro de Valorização a Vida) junto ao Conselho Federal de Medicina e Associação Brasileira de Psiquiatria. Durante todo o mês de setembro se fala muito sobre o suicídio e sua prevenção para que você que está do outro lado saiba que não está sozinho.
E não está.

Fiz um post lá no instagram essa semana falando um pouco sobre isso e sobre esse movimento que você pode conferir lá no @maioliterário sobre como você pode ser o motivo de alguém se sentir melhor, ser o porquê de alguém querer buscar ajuda, pois afinal as vezes as pessoas só precisam de um ouvinte.
Dentre todos os temas eu fiquei com "Síndrome do Pânico" que segundo uma médica eu tenho desde os quinze anos. Segundo literaturas Síndrome do Pânico é "um tipo de transtorno de ansiedade no qual ocorrem crises inesperadas de desespero e medo intenso de que algo ruim aconteça, mesmo que não haja motivo algum para isso ou sinais de perigo iminente. Quem sofre do Transtorno de Pânico sofre crises de medo agudo de modo recorrente e inesperado. Além disso, as crises são seguidas de preocupação persistente com a possibilidade de ter novos ataques e com as consequências desses ataques, seja dificultando a rotina do dia a dia, seja por medo de perder o controle, enlouquecer ou ter um ataque no coração" mas o que é falar perto do que se sente?

Eu sempre fui uma pessoa solitária, de poucos amigos e de pouca conversa, sempre tive mania de perseguição, costumava conferir portas e janelas para ter certeza de que estavam bem trancadas, não confiava muito nas pessoas e evitava sentar de costas para qualquer um. Ao longo dos anos isso foi se tornando cada vez mais forte mesmo em meio a tantas pessoas eu sentia um medo infeliz que tomava conta de mim, até ser diagnosticada. Na época eu morava numa cidade no interior, mas bem no interior mesmo e ao invés de me passar remédios a médica simplesmente me passou algumas dicas para que eu começasse a evitar esses ataques, algo como um "mantra" a ser seguido. E desde então venho tentando seguir assim, já passei por épocas bem sombrias na minha vida, até mesmo recentemente, mas com tempo descobri que eu tinha a quem recorrer sempre que precisava, é ai que Harry Potter entra na história, o conheci muito mais cedo mas só nessas fases sombrias é que percebi que importância dele na minha vida. Mas vocês devem estar se perguntando, o que isso tem a ver com o assunto?

Pois bem, eu me considero uma pessoa forte apesar de tudo, nunca pensei em por fim a minha vida mesmo que as vezes ela pareça a pior do mundo e encontrei nos livro o ouvinte que precisava em dias difíceis, depois veio a escrita e ali pude depositar tudo que sufocava por dentro. Mas nem todos são assim. E nós simplesmente não percebemos as coisas, entenda, isso não é sua culpa ficamos tão perdidos nos nossos dilemas diários quem nem sempre percebemos coisas que estão embaixo de nossos narizes e normalmente não deixamos transparecer a escuridão que nos consome por dentro, por isso não vamos falar de porquês ou de culpados, vamos falar de atitudes.

Pare para ouvir de vez em quando, tire um tempo do seu dia para dar atenção a alguém, as pessoas que estão a sua volta. Cuide de suas palavras. Lembre-se que nossos dias não são todos maravilhosos e que uma palavra errada na hora errada pode trazer consequências inconsequentes. Não julgue. Não diminua as pessoas. Diga uma palavra amiga, um elogio sincero, as motive. Seja um motivador. Mostre a quem está do seu lado que ele pode contar com você assim como você sabe que pode contar com ele. Ansiedade, depressão, síndrome do pânico, transtorno bipolar e tantos outros são doenças e precisam começar a ser tratados como tal, olhe para o colega ao lado, para o pai, para mãe, para o filho, para o aluno olhe para você e tenha certeza de que tudo está bem, olhe os sinais e tire uns minutos do seu dia para motivar as pessoas. Precisamos começar a praticar a empatia da qual tanto falamos, de ser humano para ser humano.

Lembre-se que tem muitos voluntários no CVV disponíveis para te ajudar é só ligar 188, mas caso não queira procure um amigo, alguém de confiança, você não precisa passar por isso sozinho.

Aproveite o mês para valorizar a vida do próximo, mas não se esqueça de valorizar a sua também.

Tour Pelo Meu Bullet Journal

10/09/2018


Mais um mês começou e eu continuo de vento em polpa com meu bullet journal, parece que a cada mês eu me sinto mais motiva a fazê-lo e incrementar alguma coisa. Esse mês de setembro está repleto de projetos que já explico um pouco para vocês, para me auxiliar nisso eu resolvi acrescentar algumas paginas.
  • Pretendo ler mais esse mês já que em julho e agosto eu não li praticamente nada e para me auxiliar nisso eu resolvi fazer um "book tracker" para anotar todas as leituras.
  • Fiz também uma pagina dedicada aos filmes e as séries que eu assistir já que estou precisando voltar a ver mais coisas.
SOBRE OS PROJETOS
  • Setembro Amarelo #together - fui convidada pela Eva do Amável Girassol para fazer parte dessa campanha de conscientização de saúde mental em prol da valorização da vida.
  • Projeto Literário de Volta a Hogwarts - me reuni á uma galera pottherhead lá do instagram e juntos vamos reler toda a saga de Harry Potter, começamos dia 05 de setembro e vamos até 12 de dezembro, você podem acompanhar pela #pldevoltaahogwarts e se quiser participar pode também, só avisar.
  • Desafio de Chalk Lettering - pois é a Aline Albino lançou mais um desafio de lettering e claro que eu estou participando, você podem acompanhar tudo por aqui e se quiserem participar só entrar no grupo que ele criou no facebook, lá tem post explicando tudo certinho.
Vamos ao tour!!


Como eu comecei no meio do ano não tem muita coisa e o inicio dele ainda não tá pronto hehe mas estou amando ele até aqui. Me digam  que acharam e se também fazem bujo, como estão se saindo com a organização de vocês? Por aqui as coisas estão fluindo aos poucos, espero vocês nos projetos.

Filmes para Curtir no Domingo #3

04/09/2018


O frio voltou por aqui e pelo jeito não vai embora nem tão cedo, com o domingo chuvoso resolvi colocar alguns filmes em dia e resistir outros e trouxe pra vocês os últimos queridinhos que entraram para a lista. Ah! Dessa vez fiz uma pagina no bujo para trackear tudo que ando assistindo, pois decidi que em setembro eu vou voltar aos poucos as raízes, mas agora chega de papo e vamos aos filmes.
Harry Potter e a Pedra Filosofal
Sinopse - Harry Potter (Daniel Radcliffe) é um garoto órfão de 10 anos que vive infeliz com seus tios, os Dursley. Até que, repentinamente, ele recebe uma carta contendo um convite para ingressar em Hogwarts, uma famosa escola especializada em formar jovens bruxos. Inicialmente Harry é impedido de ler a carta por seu tio Válter (Richard Griffiths), mas logo ele recebe a visita de Hagrid (Robbie Coltrane), o guarda-caça de Hogwarts, que chega em sua casa para levá-lo até a escola. A partir de então Harry passa a conhecer um mundo mágico que jamais imaginara, vivendo as mais diversas aventuras com seus mais novos amigos, Rony Weasley (Rupert Grint) e Hermione Granger (Emma Watson).

A Warner resolveu fazer maratona durante a semana em comemoração ao volta ás aulas de Hogwarts e é claro que eu não poderia não assistir e o mais legal é que o primeiro filme que eles exibiram é a versão original sem cortes, que tem aquela cena épica da Petúnia quebrando ovos cheios de carta alem de outras, é difícil você encontrar essa versão para assistir.
O Poderoso Chefão Parte I, II e III
Sinopse - Don Vito Corleone (Marlon Brando) é o chefe de uma "família" de Nova York que está feliz, pois Connie (Talia Shire), sua filha, se casou com Carlo (Gianni Russo). Porém, durante a festa, Bonasera (Salvatore Corsitto) é visto no escritório de Don Corleone pedindo "justiça", vingança na verdade contra membros de uma quadrilha, que espancaram barbaramente sua filha por ela ter se recusado a fazer sexo para preservar a honra. Vito discute, mas os argumentos de Bonasera o sensibilizam e ele promete que os homens, que maltrataram a filha de Bonasera não serão mortos, pois ela também não foi, mas serão severamente castigados. Vito porém deixa claro que ele pode chamar Bonasera algum dia para devolver o "favor". Do lado de fora, no meio da festa, está o terceiro filho de Vito, Michael (Al Pacino), um capitão da marinha muito decorado que há pouco voltou da 2ª Guerra Mundial. Universitário educado, sensível e perceptivo, ele quase não é notado pela maioria dos presentes, com exceção de uma namorada da faculdade, Kay Adams (Diane Keaton), que não tem descendência italiana mas que ele ama. Em contrapartida há alguém que é bem notado, Johnny Fontane (Al Martino), um cantor de baladas românticas que provoca gritos entre as jovens que beiram a histeria. Don Corleone já o tinha ajudado, quando Johnny ainda estava em começo de carreira e estava preso por um contrato com o líder de uma grande banda, mas a carreira de Johnny deslanchou e ele queria fazer uma carreira solo. Por ser seu padrinho Vito foi procurar o líder da banda e ofereceu 10 mil dólares para deixar Johnny sair, mas teve o pedido recusado. Assim, no dia seguinte Vito voltou acompanhado por Luca Brasi (Lenny Montana), um capanga, e após uma hora ele assinou a liberação por apenas mil dólares, mas havia um detalhe: nas "negociações" Luca colocou uma arma na cabeça do líder da banda. Agora, no meio da alegria da festa, Johnny quer falar algo sério com Vito, pois precisa conseguir o principal papel em um filme para levantar sua carreira, mas o chefe do estúdio, Jack Woltz (John Marley), nem pensa em contratá-lo. Nervoso, Johnny começa a chorar e Vito, irritado, o esbofeteia, mas promete que ele conseguirá o almejado papel. Enquanto a festa continua acontecendo, Don Corleone comunica a Tom Hagen (Robert Duvall), seu filho adotivo que atua como conselheiro, que Carlo terá um emprego mas nada muito importante, e que os "negócios" não devem ser discutidos na sua frente. Os verdadeiros problemas começam para Vito quando Sollozzo (Al Lettieri), um gângster que tem apoio de uma família rival, encabeçada por Phillip Tattaglia (Victor Rendina) e seu filho Bruno (Tony Giorgio). Sollozzo, em uma reunião com Vito, Sonny e outros, conta para a família que ele pretende estabelecer um grande esquema de vendas de narcóticos em Nova York, mas exige permissão e proteção política de Vito para agir. Don Corleone odeia esta idéia, pois está satisfeito em operar com jogo, mulheres e proteção, mas isto será apenas a ponta do iceberg de uma mortal luta entre as "famílias".

Um clássico do cinema minha gente, o maior mafioso das telonas, O Poderoso Chefão traz um pouco como era a máfia antes das drogas entrarem em ação, confesso que são filmes bem extensos e que requer muita atenção, porque na parte II conta duas histórias ao mesmo tempo que é a juventude de Vito Corleone e como ele se tornou quem foi e o presente de Michael Corleone, os filmes contam a história da queda de todas essas famílias e maravilhoso gente, os cara já sabia o que ia acontecer antes de acontecer.
Valerian e a Cidade dos Mil Planetas
Sinopse - Século XXVIII. Valérian (Dane DeHaan) é um agente viajante do tempo e do espaço que luta ao lado da parceira Laureline (Cara Delevingne), por quem é apaixonado, em defesa da Terra e seus planetas aliados, continuamente atacados por bandidos intergaláticos. Quando chegam no planeta Alpha, eles precisarão acabar com uma operação comandada por grandes forças que deseja destruir os sonhos e as vidas dos dezessete milhões de habitantes do planeta.

Esse filme é meu xodó e sempre que posso o assisto novamente, gente tem Cara Delevingne, Rihanna e Dane "lindo" DeHann, confesso que foi o filme que me inspirou a escrever a história de Uttron lá no Wattpad, gosto de todo o enredo e os efeitos desse filme, não é nenhum Star Wars da vida mas as criaturas que aparecem nele são encantadoras e me faz pensar na imensidão que é o universo.
Uma Dobra no Tempo
Sinopse - Os irmãos Meg (Storm Reid) e Charles (Deric McCabe) decidem reencontrar o pai (Chris Pine), um cientista que trabalha para o governo e está desaparecido desde que se envolveu em um misterioso projeto. Eles contarão com a ajuda do colega Calvin (Levi Miller) e de três excêntricas mulheres em uma ousada jornada por diferentes lugares do universo.

Desculpem mas eu esperava mais, fizeram tanta propaganda da história mas o filme não supriu as minhas expectativas, na verdade acredito que muitas coisas tenham ficado vagas demais e muito previsíveis, espero que o livro seja mais empolgante.
No Olho do Furacão
Sinopse - Um grupo de criminosos planeja roubar 600 milhões de dólares do tesouro americano durante a passagem de um furacão. No entanto, seus planos são interrompidos quando o fenômeno meteorológico atinge o nível 5, considerado o mais grave de todos, e eles precisam do código de segurança que apenas uma funcionária do banco tem conhecimento.

Não é nenhum "Twister" da vida mas dá pro gasto, adoro esses filmes de catástrofe acreditam haha e o mais interessante é que o furacão nem é o centro da história gente, tem uma partes bem surreais que eu acredito que sejam impossíveis durante um furacão de verdade mas né, porem o final foi bem decepcionante esperava mais já que o filme foi empolgante.
Para Todos os Garotos que Já Amei
Sinopse - Lara Jean Song Covey (Lana Condor) escreve cartas de amor secretas para todos os seus antigos paqueras. Um dia, essas cartas são misteriosamente enviadas para os meninos sobre os quem ela escreve, virando sua vida de cabeça para baixo.

Previsível, clichê porem fofo. Gente é notável que essa história de relacionamento falso sempre termina com os dois apaixonados, espero que ninguém tenha acreditado que aqui seria diferente. Gostei bastante da Lara Jean e da forma como o personagem foi montado, apesar de o gênero literário não fazer muito o meu estilo fiquei bem curiosa em ler os livros e saber como realmente acontece essa história.

Esses foram os últimos filmes assistidos por aqui, me contem se já conheciam algum dos filmes citados e caso ainda não, corre que dá tempo de assistir.

Mal feito, feito.