Escrever: Hobby ou Profissão?

by - segunda-feira, fevereiro 23, 2015

Bem muita coisa vem acontecendo na minha vida, coisas boas e uma delas é o projeto do meu livro, que você ler mais na Listinha Floreios, mas a mim, assim como a muitos outros, o medo bate a porta, aquele medo de será que estou estou no caminho certo? Será que realmente eu tenho talento? As duvidas são inúmeras e o medo maior ainda, e foi pensando nisso juntamente com uma pessoa muito importante para mim que resolvi fazer esse post, ou melhor texto, para todos aqueles que assim como eu, sonham em escrever mas o medo não deixa, espero que vocês entendam o que quero passar, que é necessário deixa esse medo bobo pra lá e lutar, lutar pelo o que você quer.

Estamos em constante mudanças, sempre em busca da realização seja ela profissional, quanto pessoal, buscamos sempre inspiração, seja em uma foto, uma pessoa ou até mesmo em uma história de superação e é em meio a essa busca incessante que surgem os denominados escritores, pessoas que buscam nas palavras se expressar, transmitir o que aprendem e encantar as pessoas com suas histórias, suas aventuras, seus romances.

Essas pessoas geralmente buscam inspirações em grandes escritores sejam eles Caio F. Abreu, Charles Bukowski ou até mesmo Clarice Lispector, alguns intitulam-se filósofos com frases e poemas inspiradores, como auto-ajuda, outros escritores de fantasia com seus castelos, guerreiros, princesas e muito romance claro, bem o que se pode dizer, todos podemos escrever, se algo nos vem a mente não nos custa passá-lo ao papel. Mas o que aflige esses escritores é a chamada não-aceitação, o medo do não, o medo de sua história não cair no gosto popular , faz com que muitos transforme a escrita em hobbie, a chamada válvula de escape ao invés de profissão. O medo realmente é um mal. Por causa dele as pessoas se esquecem que sem luta não há vitória, que se não arriscar nunca saberá como seria a aceitação, se esquecem de que nada vem fácil e quando vem vai fácil também. 

Se inspiram tanto nos filósofos e grandes escritores que se esquecem do verdadeiro aprendizado que eles transmitem, o de lutar pelo que acreditamos, de correr atrás de nossos sonhos, de buscar nossa realização, mesmo que para isso seja preciso pular alguns obstáculos, escalar algumas dificuldades.

Se você gosta de escrever, escreva sem medo, o que você escreve acima de tudo vem de você para você, as pessoas devem ter em mente que portas se fecham todos os dias, mas outras se abrem segundos depois, que o medo não faz ninguém, é preciso deixá-lo de lado e deixar a criatividade, o talento, a inspiração fazer o seu trabalho, o trabalho de trilhar sua realização, uma realização livre do medo e sim repleta de verdade e vontade, cheia de talento, do seu talento.

0 comentários

@tiposdalu