Um Adeus Inusitado

by - terça-feira, março 31, 2015


Hoje eu acordei assim, com frases feitas e um bom dia mal proferido, com uma dose extra de amargura e duas a menos de amor, com uma xícara de cafe amargo e gelado acompanhado de passado e nostalgia. O tempo pode ser cruel e o destino um mal amigo, nem sempre nos saímos bem e a superação se torna mero conselho, palavras em vão nos ventos de outono. Os obstáculos do dia-a-dia fazem com que fiquemos mais no chão do que em pé, ou talvez isso ocorra só comigo, a lembranças me perseguem como abelhas quando procuram pólen e por causa delas fui incapaz de esquecer.

A saudade me consome, me destrói a cada segundo que passa, como se não houvesse outra opção, ela me julga e me condena ao sofrimento eterno, sou incapaz de pagar tal pena. Dizem que o frio é psicológico, talvez seja, se for mesmo, o meu já nem existe, quem sabe. Ando pela casa com um moletom velho no intuito de aquecer o vazio e as borboletas no meu estomago, o relógio na parede soa com o passar das horas, não há mais tempo, ou talvez haja, depende da perspectiva, vinda de mim considero a pior possível, se é que um dia ela existe. Sentada numa velha cadeira tomo papel e caneta, as palavras saem quase que bruscamente junto com as lagrimas, o tic-tac do relógio esta cada vez mais alto assim como o som emito pela caneta ao se encontrar com o papel, é chegada a hora, se é que isso é possível, ha varias delas na minha frente brilhando como jujubas, há de toda cor, para que servem eu ate poderia dizer, já havia passado tanto por isso que Tereza havia me explicado a finalidade de cada uma, Tereza logo a veria novamente, ou não, quem sabe, mas naqueles últimos segundos restantes algumas palavras me observavam, "logo estarei com você querido." O relógio parou e o único barulho que se seguiu foi do copo que estava em minhas mãos se estilhaçando ao chão. 


PS - texto meramente fictício, não sou uma suicida em potencial e não estou propensa a ser.

4 comentários

  1. Nem passou por minha cabeça que você seria uma suicida, tá mais pra uma bela escritora! Eu amo crônicas, amo formas enigmáticas de escrever e que nos dão liberdade pra imaginar. Eu amei, sério! <3

    iCaroly

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura *-*, fico feliz que tenha gostado de verdade :D...e claro é sempre bom avisar vai que alguém manda o corpo de bombeiros para minha casa hshuahsuha :3

      Excluir
    2. E que bela escritora,a mais bela que eu já vi <3

      Excluir
    3. Que honra ler esse comentário vindo de um príncipe. Obrigada ❤

      Excluir

@VENTOSDMAIO