Me Afoguei No Oceano de Teus Olhos

by - terça-feira, maio 19, 2015


Você nuca sabe quando vai acontecer, é tudo tão rápido que não se tem nem tempo de pensar em algo, ou em uma forma de sair daquela situação. Quando eles me encontraram senti meu corpo estremecer, senti meus pulmões perderem o ar lentamente, o chão fugiu á meus pés, era como se estivesse a beira de um abismo, o frio na minha barriga era tão intenso, que por um segundo me pareceu congelar, como água no congelador, aquilo seria doloroso. 

Você me olhava tão profundamente que cheguei a pensar se seria capaz de ler meus pensamentos, para a minha sorte ou ruína, notei que não, ao abrir de um sorriso seu supostamente inocente, senti meus pés firmes novamente, um porto seguro. Que tolice pensei, acreditar que um completo estranho pode ser meu porto seguro, parecia aquelas paixões de três minutos dentro do metro, dai o cara saia e sua vida continuava, vazia e pacata.

Permaneci ali sentada lhe observando ao longe, enquanto você sorria, estava tão envergonhado quanto eu, era de se notar pela forma como mexia no cabelo. Era charmoso. Voltei meus olhos para meu livro quando me olhou novamente, não queria me perder de novo, queria estar ali e poder lhe observar de cabeça baixa enquanto você simulava uma bateria com duas canetas. Você era diferente. Seu olhar era intenso, capaz de tirar qualquer um de si. Capaz de afogar aquele que se atrevesse olhar ao fundo, naquele imenso mar negro.

Me levanto para seguir meu caminho, os três minutos se transformara quase em sessenta, jogo tudo dentro da bolsa com o pensamento de que estou supostamente guardando. Ao me virar dou de cara com você. Parado a minha frente. Com um sorriso pretensioso nos lábios, se não fosse um completo estranho poderia jurar que tinha expressão de quem acaba de ganhar um premio, "indo embora sem se despedir", o sorriso pretensioso se alarga e eu me perco por um instante, evito teus olhos, e apenas dou um leve sorriso, do tipo preciso sair daqui.

Seguimos em silêncio por um longo caminho, uma caminha de cinco minutos parece se transformar em horas, tudo a nossa volta caminha quase que lentamente. O silêncio logo se perde por um longo suspiro, "para quem me observava, não é muito de falar". Aquilo foi como um soco no estomago, o frio voltara, você tinha o dom de me desarmar, me deixar sem saída, paramo por um instante, você me observa então me atrevo a olhar, para aquele negro oceano que me engole como se eu pertencesse a ele, e talvez pertencesse, isso eu descobriria, depois de lembrar como voltar ao chão.

8 comentários

  1. Caracaa Luci, muito bom imaginei a cena certinha. É bom quando o texto faz a gente viajar assim. Realmente muito bom, poderíamos escrever algo junto hein u.u bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah você não sabe como fico feliz em ler isso ^^ realmente é muito bom quando lemos algo e inconscientemente já começamos a imaginar a cena, é uma sensação maravilhosa. Será uma honra escrever com você u.u
      Beijos!

      Excluir
  2. Nossa. Muito sexy. Eu gosto de textos assim,que fazem a gente sentir na pele o que está acontecendo. Isso é dom,menina. Parabéns.
    ♥ Blog da Mirez

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que linda você :3 realmente textos assim são maravilhosos, fico super feliz que tenha gostado. Beijos flor!

      Excluir
  3. Caraaaaa, que texto lindo! Muito bom <3 48janeiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah fico feliz que tenha gostado Nath :3
      Obrigada e beijos!

      Excluir
  4. caramba, fiquei sem palavras. que texto é esse garota. Amei :3
    Primeiros Acertos ❥❁

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah fico super feliz em saber que gostou flor :3
      Obrigada, beijos.

      Excluir

@VENTOSDMAIO