Balé das ondas

by - quarta-feira, setembro 23, 2015



"Descalça na praia, sem rum, sem direção, 
caminhando em direção as ondas apenas para sentir 
o sal e a água fria em meus pés. 
Corro. pulo, rodopio, arremesso pedras,
 tudo para não pensar, 
para não pensar naquele sorriso, naqueles olhos, 
naquela boca, naquele cheiro,
 naquele abraço, tudo para não pensar em você. 
De cima da pedra vejo o mar se acalmar, 
as ondas que antes brigavam agora dançam
 em uma perfeita sincronia, 
então me lembro do livro e no que ha dentro dele,
 uma flor seca de ha tanto tempo estar ali, 
a pego e a observo, 
lembro dos bons ventos que vivemos, 
mas logo me vem a tempestade que nos separou, 
ela e você não me pertence mais, então a deixo ir, 
por entre o bale das ondas."

6 comentários

  1. Bom é deixar o mar levar aquilo que não tem que ficar.
    Lindo Lu. ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Mila, que leve tudo que nos pesa e que deixe apenas o que nos faz voar, fico feliz que tenha gostado, beijos!!

      Excluir
  2. gente, não tenho essa coragem kkkk morro por dentro choro e me despedaço mas deixar ir é para os fortes. sou inteira carência
    xero

    Desconstruindo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também mas descobri que isso só nos machuca ainda mais, chega uma hora que você tem que deixar ir, deixar seguir para que uma nova chance possa surgir, um xero amore.

      Excluir
  3. Ah, me lembrou muito o livro que ganhei e aquela rosa que deixei secar dentro dele há dois anos já. Um dia me desapego totalmente disso tudo, não, só da rosa mesmo! Porque minha biblioteca tem que continuar a crescer. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso ai moça desapega da flor e deixa o livro por favor, fico muito feliz que tenha gostado e que tenha lhe trazido tal lembrança, um beijo!!

      Excluir

@VENTOSDMAIO