Me Perdi Naquela Taça

by - sexta-feira, maio 05, 2017

Eu sei parece bobagem colocar a culpa de tudo em algo tão pequeno e inocente, que não tem a menor ideia do que possa estar acontecendo, mas se tem uma coisa que aprendi nessa vida é que alguém tem que levar a culpa por todas as nossas decisões erradas e como não sou capaz de assumir, eu culpo o vinho.

Culpo ele por aquelas noites insanas e repletas de segredos que somente aquelas paredes do seu quarto foram capaz de guardar, culpo por aquelas palavras intrometidas que saltaram da minha boca sem que eu ao menos pudesse pensar em algo para resolver a situação, o culpo por aquela festa de halloween mal organizada que acabou com você nos braços de uma loira qualquer enquanto eu apenas fui-me embora acompanhada de uma taça.

O culpo por aquela festa de noivado que ficou somente nos planos ao pé da lareira naquela noite chuvosa, o culpo por aquele fim de semana turbulento naquela casa de campo, o culpo. Eu sei que não é certo e que eu deveria tomar consciência do verdadeiro culpado, do verdadeiro motivo, ter consciência de onde estava o erro e de que estava caminho para um vale que acabaria em um precipício, mas mão quis, preferi culpa-lo por tudo. Era mais fácil.

Mais fácil pensar que foi o vinho que o fez me trair, que foi o vinho que causou nossas brigas, que foi o vinho que causou todas as magoas que deram fim ao que um dia foi um relacionamento, eu sei, ingenuo, mas para mim era mais fácil e ainda é, admitir ser culpada e não ser capaz de esforços para dar certo, dói e me faz ver o quão grande foi o meu erro, se é que foi um erro. Eu não sei.

O porque de culpá-lo? Ele estava sempre ali do meu lado em todas as ocasiões, mas hoje percebo que foi um erro como você mesmo me disse. Nesse instante ao escrever tais palavras já estou perdida em meio a taças e taças de vinho, ultimas taças, ultima garrafa, ultimas lagrimas, ultimas palavras. Não vou cometer nenhuma loucura, ou melhor eu vou, vou largar ele de lado e seguir sem olhar para trás, tomar as rédias da situação e admitir meus erros, admitir minha culpa sem culpar o vinho. Sem culpar ninguém, afinal somos responsáveis pela colheita do que plantamos.

34 comentários

  1. Amei! Visualizei cada cena, e meio que identifiquei um ex meu nesse texto. Mesmo sendo um ex, valeu a lembrança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toda lembrança é valida flor, fico muito feliz que tenha gostado e espero ter lhe causado boas sensações, beijos!!

      Excluir
  2. Adorei, conseguiu descrever as cenas muito bem Lu, consegui vê-las em cada palavra. O texto ficou incrível ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz de ter conseguido esse impacto Kel, é uma lindeza saber disso, fico muito feliz que tenha gostado, beijos!!

      Excluir
  3. Muitas vezes, pra não dizer sempre, é mais fácil e mais cômodo culpar qualquer coisa ou pessoa em vez de admitirmos, né?
    É a vida... mas com o tempo a gente aprende!
    Amei o texto!
    E aquela imagem ficou perfeita!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma verdade Tais é sempre mais fácil culpar algo ou alguém do que assumir nossos erros, fico feliz que tenha gostado flor e eu também adorei a imagem, beijos!

      Excluir
  4. Que texto heim, parabéns pela escrita e pelo seu blog muito lindo mesmo

    ResponderExcluir
  5. Eu acompanho algumas postagens aqui do seu blog e já percebir que você escreve muito bem. Eu amei esse texto, chega me arrepiei kkkk. Muitos sucessos para você!♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que fofo, seja sempre bem vindo e muito obrigada!

      Excluir
  6. Uau! Que texto incrivel, deu pra visualizar a cena toda, sentir-se dentro do texto! Parabens por ele, escreve super bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada moço, fico feliz em saber que tenha gostado, um beijo!

      Excluir
  7. Nossa, nunca gostei muito de ler por não ter inspiração, mas, esse foi um texto que eu tive criatividade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom moça, fico feliz em saber disso, um beijo!

      Excluir
  8. Noooooossssa!!!!! Que texto, que escrita, que delicia! São textos assim que eu me perco, viajo, e me vejo em cada cena! Parabéns pela profundidade das palavras e por saber o momento certo de usar cada uma delas!!! Sou fã viu!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda você, fico muito feliz em ler isso e seja sempre bem vinda, um beijo!

      Excluir
  9. Tadinho do vinho ele não tem culpa msm não, mas sempre sai como culpado ne?! Amei o texto esta incrível, da pra me colocar em cada cena...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguém tem que levar a culpa quando não queremos assumi-las. Um beijo moça!

      Excluir
  10. Nossa que texto forte (e MUITO bem escrito por sinal kk), consegui sentir todas as palavras, estou impressionada ♥ realmente colhemos aquilo que plantamos, então quando alguém me faz algum mal eu ficou magoada mas logo passa pois sei que ela sofrerá uma hora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você moça e fico feliz que tenha gostado, um beijo!

      Excluir
  11. Belo texto, apesar de passar um sentimento tão forte e triste.
    Crazy and Kawaii Desu

    ResponderExcluir
  12. palavras bonitas reamente me tocou o texto as imagéms , e o titulo muito criativo , vc escreve com o coração e quem escreve com ele sempre se da bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada moça, fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  13. À medida que fui lendo, foi passando as cenas em minha cabeça! Você escreve bem, mocinha! parabéns!! Uma tacinha de vinho não faz mal, mas culpar o "outro" é o nosso escape né...que esse "outro" seja o vinho, então, né! heheee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada moça, que bom que gostou e sim sempre temos que culpar alguém não é mesmo?! Um beijo!

      Excluir
  14. Cada vez gosto mais do seu blog, amo seus textos um sempre mais lindo e perfeito que o outro, parabéns por esse trabalho incrível

    ResponderExcluir
  15. Que texto em! É triste mas fico feliz por no final a personagem ter admitido que a culpa não era do vinho. O pior cego é aquele que não quer ver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato moça, no fim o melhor é assumir nossa culpa. Um beijo!

      Excluir
  16. Nossa que texto maravilhoso, não sei se tem algo de pessoal nele ou se escreveu pensando em mim e no meu relacionamento passado. A questão é que me identifiquei muito, não com o vinho, mas por culpar outras coisas para não reconhecer os meus proprios erros, hoje eu já me responsabilizo pelos meus atos, mas é uma coisa diaria, pois é tão mais facil culpar o universo neh!?

    Parabéns por escrever de forma tão bonita.

    Beijos e sucesso!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada moça, e sim o melhor é assumir nossa culpa no mundo. Um beijo!

      Excluir
  17. Que texto lindo. Você escreve realmente muito bem. Foi bem fácil me transportar pra dento do enredo da sua história e meio que me imaginar nela.
    Que você escreva muito mais!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada moça, fico feliz em saber que tenha gostado, um beijo!

      Excluir

@tiposdalu