O Dia Em Que Eu Decidi Fugir

by - sábado, dezembro 19, 2015


Parece loucura o que vou dizer, mas decidi fugir. Não fugir de tudo, de todos, dos problemas e fingir que nada está acontecendo, mas fugir da mesmice, da rotina, decidi fugir do que me tornei. Um alguém vazio e despreocupado com o mundo ao meu redor, um alguém com medo, um alguém sombrio, um alguém sem alma.

Os altos e baixos da vida me deixaram assim, desanimada e sem rumo. Meio perdida e confusa quanto a direção da felicidade, vivo sozinha em meio a multidões buscando algo que nem eu mesma sei o que possa ser, como procurar algo que não se conhece? Como procurar algo que nunca se viu? Qual será seu rosto? e o mais importante, como saber se encontrei? E mesmo cercada com tantas perguntas sem respostas concretas eu resolvi fugir.

Fugir para pensar, para me encontrar, fugir para buscar entender porque metade de mim é chuva e ao outra metade é confusão, porque sou um furacão constante, um vulcão prestes a entrar em erupção. Fugir para me encontrar. Não se preocupem eu não demoro, voltarei tão logo quanto fui, mas sei que voltarei diferente, voltarei com outros olhos, com outro coração, voltarei com uma alma.

4 comentários

  1. Que liiiindo texto <3 Me identifico total haha'.
    Às vezes tudo que precisamos é fugir para nos re-encontrarmos né?!
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa | Meu Canal YT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha se identificado e que tenha gostado flor, um super beijo!! #SejaFlor

      Excluir
  2. "Voltarei tão logo quanto fui", acho que essa frase me define ♥ As vezes a gente precisa mesmo se perder para encontrar aquilo que não encontramos, aquilo que deveria ser nossa essência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho que concordar com você Kel, ultimamente ela anda me definindo também, mas como você disse as vezes é bom se perder para reencontrar nossa essência.

      Excluir

@tiposdalu