Dia do Escritor

by - terça-feira, julho 25, 2017

"Sou apenas mais uma alma em busca de um lugar no mundo, se corro atras desse espaço já é outra conversa, acredito que no fundo somos todos do tipo que sonhamos alto mas não tiramos os pés do chão como se a menor menção de mudança drástica fosse pré requisito para decepção ou desastre, ah! como somos ingênuos, presos em nossas pequenas bolas de cristais sem ao menos saborear os raios de sol que saem lá fora, sem sentir na pele aquela brisa que surge nos fins de tarde de outono ou ao menos sem nos permitir sentir o cheiro das flores no desabrochar da primavera. Sou feito furacão sempre carregando no peito uma tempestade. Me fiz chuva. Me fiz verão. Me fiz dias cinzas e bani as cores, ah! quanta bobagem não nasci para viver em preto e branco, nasci para viver em aquarela, distribuída em tons pasteis pelo papel, mas o fiz?? Não, claro que não. Escrevo porque ninguém me ouve, nas tuas entrelinhas me criei, tornei-me poesia e você não soube ler, de tanto ouvi que tudo era questão de tempo cheguei a conclusão que o tempo era a questão de tudo, no fundo tornei-me alguém com planetas na cabeça e constelações no estômago, fiz de mim Ventos de Maio.”

Nesta data tão especial não poderia deixar de parabenizar á nós, escritores, seja qual nível for, nos colocamos no papel em meio a palavras rasuradas e linhas mal diagramadas, como se com um pouco de poesia o mundo fosse melhorar. Talvez melhore, quem sabe. Ou talvez esse seja apenas mais um clichê da vida como o qual costumamos acreditar. A parte mais maravilhosa disso tudo é que a cada letra colocada no papel um novo "eu" toma o lugar de uma antiga parte de mim que já não existe mais. Sou tinta. Sou papel. Sou palavra. Sou poesia. Sou escritora. Esse é meu mundo e me orgulho dele, pois é através dele que sei ser quem realmente gostaria que as pessoas conhecessem, besteira eu sei, mas fazer o que? O mundo anda caótico demais para não sonharmos um pouco e acreditar em um futuro melhor e poético é o que me faz levantar todas as manhãs.


3 comentários

  1. que texto maravilhoso tenho certeza que representou todo nós, que sonhamos e transformamos esses sonhos em palavras. Feliz dia do escritor

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  2. Verdade,me identifiquei muito com o texto principalmente com essa parte"acredito que no fundo somos todos do tipo que sonhamos alto mas não tiramos os pés do chão como se a menor menção de mudança drástica fosse pré requisito para decepção ou desastre", espero que você consiga se superar e realizar seus sonhos.

    ResponderExcluir
  3. Já passou mas acho que ainda vale, né? Feliz dia do Escritor pra nós que tornamos pequenas ideias em histórias, que brincamos com a fantasia e levamos ela até nossos leitores. Lindo texto! Beijo

    Ray e os Dezoito

    ResponderExcluir

@tiposdalu