Mais Empatia Por Favor

by - terça-feira, outubro 24, 2017

Se colocar no lugar do outro nunca é uma tarefa fácil, pelo contrário se torna por vezes mais difícil que falar de sentimentos, não queremos ser contrariados e o mínimo resquício de se provar o quanto estamos errados sobre o “outro” nos assusta, logo não nos colocamos em seu lugar para manter firme aqui dentro essa imagem que fazemos um do outro. Redundante, bobagem, descabível tudo isso eu sei mas só o fato de estar negando o que acabou de ler o torna uma pessoa medrosa, daqueles que evita qualquer tipo de empatia. 

Aceite que o tempo passa, que as pessoas mudam, que umas vão e outras vêm. Aceite que nem tudo é como você deseja, muito menos como planeja. Aceite que a vida não é simples, mas pode ser um mar de rosas se você souber como vive-la. Aceite que para uns Star Wars é melhor que Star Trek e que são histórias completamente diferentes, aceite que enquanto uns são apaixonados por pizza outros simplesmente vão de salada. Aceite.

Aceite que nem todos tem a ambição de mudar enquanto alguns batalham a vida toda para conseguir realizar um sonho, seja ele uma viagem, uma casa, um carro, uma faculdade. Aceite que enquanto uns almejam inúmeros filhos e uma família enorme outros desejam apenas ficarem só em sua companhia e que isso não torna ninguém egoísta. Aceite que expressão não é coração, não julgue, escute. Aceite.

Aceite que cada um de nós temos o reconhecimento certo, na hora certa, pela coisa certa em cima de trabalho árduo e de dedicação, nada vem do céu. Aceite que para se conquistar algo é preciso coragem e fé, é preciso determinação e acima de tudo não ter medo, é preciso seguir firme e aguentar o que vier, claro se a causa valer a pena. Aceite que o que é bom para uns não é bom para outros. Aceite que existem corintianos, palmeirenses, são paulinos, atleticanos e aqueles que ainda não descobriram qual a função do futebol. Aceite.

Aceite ser branca, negra, parda, índia. Aceite ser loira, morena, crespa. Aceite ser brasileira, indiana, americana, italiana, francesa, londrina, africana. Aceite ser magra, gorda, alta, baixa. Aceite seu óculos, seu aparelho, seu jeans rasgado, seu tênis velho. Aceite morar na favela, no melhor bairro, no interior, na cidade grande. Aceite ser quem você é independente do que digam. Aceite as criticas, o elogios, aceite aqueles que se vão da sua vida e aqueles que vêm, alguns para ficar. Aceite, é melhor,apenas aceite ser você. A empatia começa em você, vamos praticar mais e falar menos.

8 comentários

  1. Lindo. Eu acho que o mal do mundo não é nada mais além de empatia. Se eu tenho empatia para com o outro, eu não tenho preconceitos. Pronto. Acabou o motivo de guerra no mundo todo. Eu não peço por milagres, peço apenas que as pessoas passem a praticar empatia no dia a dia.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  2. Boooooa guria!
    Texto mais que perfeito, inclusive peço permissão pra compartilhar o link na minha fan page. Posso?
    Aceitar, é simples assim, apenas aceitar quem somos, aceitar as escolhas alheias, o time que torce (no meu caso, Colorada)...kkkk...é como dizem por ai, aceita que dói menos, e dói menos mesmo.
    Beijos e parabéns pelo texto!
    Blog Vic Israel / Facebook / Instagram

    ResponderExcluir
  3. É difícil conseguir se colocar no lugar do outro e mais ainda, aceitar as diferenças, como você propõe no texto. Já é difícil aceitar a si mesmo, e ainda mais aceitar ao outro. É algo que envolve reflexão, principalmente sobre quem somos, é algo a se praticar todos os dias.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiie

    Amei o texto. Realmente é importante aceitar as diferenças, nos aceitarmos. Ninguém é igual e isso é o gostoso da vida. Poder compartilhar informações e vivencias... Ah, sem duvida falta empatia no mundo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Luciana, tudo bem? Que reflexão mais incrível. Acredito que nos dias de hoje tem faltado muita empatia entre as pessoas. Algumas querem ser bem tratadas mas não fazem nada pelos outros. Acredito que precisamos tratar aqueles que estão à nossa volta da mesma maneira que queremos ser tratados com respeito e um sorriso no rosto. Devido a correria do dia a dia as vezes isso é difícil mas nada que não possamos praticar não é mesmo? Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Anda tão em falta no mundo, pensar mais no outro, em como as pessoas se sentem e são afetadas por seus atos.
    Belíssima reflexão <3
    http://umavidaemandamento.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir

@VENTOSDMAIO