Eleanor & Park, Rainbow Rowell

21/02/2018
Sinopse - "Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo."


Titulo - Eleanor & Park
Autor - Rainbow Rowell
Editora - Novo Século
Paginas - 328
ISBN - 9788542801255
Tema DLL - autor que nasceu em fevereiro
❤❤❤❤❤





O livro acerta na doçura que uma história de amor honesta e, de certa forma, idealizada deve ter. Ele conversa bem com os denominados "outsiders" de uma vida estudantil e mistura vários elementos geek que hoje qualquer "grupo" tem contato junto com um humor leve e maroto. Levanta em sua narrativa vários aspectos comuns no monstro que é a juventude, abordando desde inseguranças com o corpo até o relacionamento familiar.
Rainbow trouxe todos aqueles dilemas da adolescência, o bullying, a certeza de que somos feios, os problemas com os pais, enfim, tudo aquilo que passamos na escola. Mas, ela foi mais a fundo, vi aqui um contraste de famílias. Enquanto Eleanor possui uma família totalmente desestruturada, sem base e, dá até pra imaginar, sem amor; Park tem uma família maravilhosa, me emocionei em muitas situações com a família dele, coisas lindas, onde o amor e a compreensão prosperam. Park tem a família que desejamos ter, possui os pais que gostaríamos de ser. Pelo menos foi isso que senti.
Esse livro não é só sobre romance, temos também a situação familiar difícil em que Eleanor se encontra. Trata sobre relacionamento abusivo, embora não se aprofunde muito nisso. Rainbow Rowell trouxe diversidade aqui, onde temos o Park como filho de uma coreana, nerd e calado e Eleanor ruiva, gordinha e excêntrica. Cada qual tendo que lutar com os estereótipos que a sociedade impõe.
"E, quando Eleanor sorriu, alguma coisa se partiu dentro dele. Isso sempre acontecia." - pág 165
Ao longo da leitura, queria sempre que Eleanor estivesse com Park a todo o tempo, pois ali ela estava mais segura que em casa. Ele começou a gostar dela com tudo que ela tinha. E ela passou a gostar dele também.
Você torce, vibra e se preocupa quando Eleanor sai escondida de casa para encontrar Park no parquinho ao lado de casa. Fica revoltado quando seus irmãos a deduram, e quando o padrasto enfim se revela realmente. Você torce pelo casal. Para eles ficarem juntos. Ou pelo menos darem certo no tempo que for. O livro é narrado pelos dois personagens principais. E os capítulos encantam igualmente. Ver como Park muda ao longo do livro, e começa a ligar menos para a opinião das pessoas é incrível.
"Eleanor tinha razão. Não tinha boa aparência. Era como uma obra de arte, e arte não deve ter boa aparência, mas sim fazer a gente sentir alguma coisa." - pág 166
Esse é um livro doce, mas, tem umas partes tão doces que chega a amargar a garganta. Eleanor é uma personagem que ao mesmo tempo que é encantadora e tem umas atitudes impressionantes, tem outras que remetem a uma criança imatura e isso não me agradou. Depois de ter levado vários spoilers de que o final não era bom, e, por não sofrer de Síndrome de Final Feliz eu até curti o desfecho, apesar de achar que o final não foi tão bem trabalhado como o restante do livro, eu gostaria de saber mais dos outros personagens como mãe e os irmãos da Eleanor, o que aconteceu com eles. Mas apesar de tudo é ula leitura linda que eu indico a todos que gostam do gênero, um romance nada convencional com reviravoltas nada convencionais também.

10 comentários:

  1. Eleanor e Park foi um livro que mexeu muito comigo. Lembro de terminar e ficar com aquela velha sensação de " E agora, o que faço da vida sem essa história?". É uma trama singela e carregada de sentimento, e eu amei isso.

    P.S : De onde é essa vela maravilhosa?


    Beijos

    letologia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Já vi esse livro várias vezes na biblioteca que frequento, já cheguei a pegar, mas nunca li ele realmente. Parece ser um livro bem fofo; eu adorei o fato da autora ter trabalhado tantos temas!

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    No final do ano passado, eu finalmente adquiri esse livro em uma promoção maravilhosa hahah só que ainda não li :/
    Adorei saber a sua opinião a respeito da história e estou ficando cada vez mais curiosa. Adorei as fotos!

    ResponderExcluir
  4. Eu li esse livro tem tanto tempo... Me lembro que em determinados trechos ele me deixava extremamente triste, o padrasto é um verdadeiro babaca e o final me deixou desacreditada hahaha enfim, adorei as fotos!

    ResponderExcluir
  5. Eu li esse livro há muito tempo atrás e gostei bastante da história e do final, mas também queria saber o que aconteceu com a família dela.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  6. Oi Luciana.

    Eu já li algumas resenha sobre este livro e tenho muita vontade de lê-lo, mas não recordo de ter lido sobre o livro mencionar relacionamento abusivo. A história ficou mais interessante e sua dica está anotada na lista de desejados. Parabéns pela resenha.

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Li esse livro após indicarem-no inúmeras vezes, faz já algum tempo e, de igual modo, apreciei imenso a escrita da rainbow, que já conhecia pelo fangirl. Gostei imenso das personalidades distintas, do modo como aborda assuntos triviais e, tal como você menciona, das famílias. Sou de uma família que se parece um grupo de amigos muito próximos e vejo imensas famílias completamente arruinadas e foi bom entender isso, pelo livro. Gostei tanto de como se expõe a intimidade deles, tão bonito! Gostei tanto e foi lindo ler a sua resenha e recordar desse livro!

    ResponderExcluir
  8. Oie!

    Guria eu acho a capa dessa obra uma fofura, já ouvi tantas coisas sobre essa história que não sei se chegarei a ler ou não, alguns me dizem que é maravilhosos, outros que não é tão bom assim e como cheguei a um ponto em que estou só lendo o que é certo, essa obra vai lá para o final da lista, porque tenho bastante curiosidade sobre ela!

    Bjss

    ResponderExcluir
  9. OOiiieeee, já recebi várias indicações para ler esse livro e pelo que li da sua resenha, acho que realmente vou gostar da história!

    ResponderExcluir
  10. Eu acabei optando por não ler esse livro na época logo após o lançamento, porque tantas pessoas estavam lendo e achando o final ruim que acabei desestimulando....
    Mas agora com sua reserva eu fiquei realmente curiosa.
    Já li livros assim mega doces, quase fiquei diabética! Rs, mas mesmo assim eu gosto!
    Vou arriscar essa sua dica. Mesmo que o final não seja feliz e não tão bem trabalhado como o restante do livro, vou arriscar a leitura.
    Dica anotada!
    Parabéns pela resenha!

    Beijinhos!
    #Ana Souza / Literakaos!

    ResponderExcluir