[Seriando]: Skam

09/02/2018
Eu sou a louca das séries e isso é fato, mas confesso que ando um pouco desanimada com as produções norte-americanas acho que pelo simples fato de estarem se tornando EXTREMAMENTE repetitivas e clichê ao nível máximo, pois bem, como algumas das séries que eu acompanhava acabaram por ser canceladas (sim, eu tenho essa sorte) sai em busca de coisas nova e que me fizesse ver e pensar na vida de uma forma um pouco diferente e como sair da minha zona de conforto (fantasia) é uma das minhas prioridades para 2018 eu resolvi dar uma chance a essa série que muitos vem comentando pelas redes sociais.
Skam, que em português significa "vergonha" é uma série de televisão norueguesa que retrata a vida cotidiana dos adolescentes da Hartvig Nissen, uma escola elegante no bairro rico de Frogner, em Oslo na Noruega. Cada temporada muda de protagonista com um ponto de vista diferente, o que ao meu ver foi o que fez com que eu me apaixonasse pela série. Dilemas que vão desde uma brigas entre amigas até o preconceito sofrido por sua orientação sexual ou religião.


Titulo: Skam
Data de lançamento: 25 de setembro de 2015
Episodio Final: 24 de junho de 2017
Temporadas: 4
Criação: Julie Andem
Produção: Marianne Furevold-Boland
Gêneros: Drama
❤❤❤❤❤

“A mentalidade global está em direção ao comércio mundial e aumentando a liberdade no comércio. Um mundo cheio de oportunidades. Um mundo onde sonhos se tornam realidade. Parece fantástico e é fantástico para uma pequena porcentagem de nós. Mas para a vasta e pobre maioria, o sistema capitalista significa uma coisa: morte e sofrimento. Enquanto vivemos os nossos dias tranquilos e nos enchemos de comida barata, as pessoas pobres sofrem em fábricas. Salários cada vez mais baixos, enquanto a carga horária só aumenta. Sindicalização é ilegal e as condições de trabalho são intoleráveis. Antes de aplaudir a liberdade, devemos lembrar de uma coisa: Nossa sociedade super consumista está às custas dos grãos de café do Peru. Nos alimentamos de comidas baratas produzidas pelas mãos mal pagas de crianças na Índia.” - Skam 1×01 [Jonas]
A primeira temporada acompanha a vida de Eva Kviig Mohn, introduzindo sua amizade com Noora Amalie Sætre, Vilde Lien Hellerud, Sana Bakkoush e Chris Berg, além de seu conturbado relacionamento amoroso com Jonas Vasquez. Uma trama que retrata muito o poder da amizade e como nossas atitudes podem nos afetar na vida escolar, a temporada retrata muito questões de confiança e a dificuldade que muitos temos as vezes de fazer novas amizades, alem de claro nos mostrar o difícil maneira de sobreviver as pressões impostas por costumes sem valores.



A segunda temporada acompanha Noora Amalie Sætre, introduzindo seu relacionamento com William Magnusson e todas as dificuldades do casal. O que fazer quando você se apaixona pelo bad boy que sua melhor amiga gosta?? Então a segunda temporada retrata muito isso, alem de temas polêmicos como uso indevido de álcool por menores de idade e estupro. A temporada pegou muito na questão de justiça, no fato de termos que confiar nela em algumas vezes "acreditar no sistema" mesmo que pareça inútil, o que me lembrou um pouco da situação do Brasil atualmente.




A terceira temporada acompanha Isak Valtersen, sua descoberta da orientação sexual e introduzindo seu relacionamento com Even Bech Næsheim. Não tenho medo de dizer que essa é sem duvidas minha temporada favorita, uma trama que fala de medo do novo, da confiança e da auto aceitação, quero dizer quando o preconceito e o medo começa dentro de nós mesmo com enfrentar a mundo? A temporada retrata muito alem de um simples romance homossexual retrata a dificuldade de aceitação da sociedade mesmo em pleno seculo XXI, da ideia de pecado da religião e como enfrentar doenças como a bipolaridade em meio a todo esse caos.


A quarta e última temporada da série acompanha Sana Bakkoush, apresentando a polêmica do preconceito em torno da religião islâmica e seu interesse amoroso com Yousef Acar. Sabe quando eu disse que a terceira temporada era minha preferida? Então a quarta  ultima compete muito viu, gente essa temporada é tão realista em alguns pontos que eu fiquei pensativa demais sobre a imagem que fazemos das culturas diferentes da nossa, sobre a forma como culpamos a religião pelo medo dos homens (porque sim é isso que causa o caos e a destruição) sobre a forma como julgamos o outro sem entender de verdade a forma como ele foi criado. A trama dessa temporada é um tapa na cara dos governos atuais que mostra que pessoas de diferente religiões, gênero sexual ou diferentes culturas podem viver em paz e harmonia pelo bom do mundo não seria lindo se todos pensassem assim?

O episódio final da série, tem como foco uma variedade de pequenas histórias através de clipes individuais, possuindo como temas depressão dos pais, amor não correspondido e apoio mútuo. Em relação à decisão de encerrar a série, o chefe editorial da NRK P3, Håkon Moslet, afirmou que a criação de Skam havia sido "um esporte extremo" e em uma postagem em sua conta pessoal no Instagram, a criadora, escritora e diretora Julie Andem escreveu: "Skam foi um trabalho. Também foi incrivelmente divertido trabalhar [na série], eu realmente acredito que possui uma energia única e garanto que Skam continuará a surpreendendo e divertindo. Nós decidimos recentemente que não vamos fazer uma nova temporada neste outono. Eu sei que muitos de vocês estarão chateados e desapontados por ouvir isso, mas estou confiante de que esta é a decisão certa".
E sim estamos, mas foi divulgado recentemente que a série será traduzida e produzida para sete idiomas diferentes, inclusive a versão francesa foi lançada essa semana (05/02) a ideia é sim seguir a versão original, a norueguesa, porem como adaptações as realidades locais incluindo o nome dos personagens. Apesar de não ter sido divulgado nada sobre isso minha teoria é de que eles queiram levar essa reflexão sobre preconceito, religião, abuso e falha no governo para diferentes culturas mostrando que a nossa realidade pode ser também a realidade da Irlanda por exemplo mesmo que de maneiras diferentes, afinal assim como o amor o ódio também tem muitas faces.
“Querida Sana, esse discurso é para você. E você recebe esse discurso porque o fato de nos convidar hoje derruba o presidente americano amanhã. Vivemos em um mundo caótico onde é difícil entender as regras. Porque algumas pessoas são pobres e outras ricas? Porque alguns têm que fugir enquanto outros estão seguros? Porque algumas pessoas são jogadas na rua? E porque, algumas vezes, quando você tenta fazer algo de bom ainda é visto com ódio? Não é estranho as pessoas desistirem ou deixarem de acreditar no bem. Mas obrigado por não desistir, Sana. Porque mesmo que algumas vezes pareça, nenhuma pessoa está sozinha. Todos (e cada um de nós) somos uma peça importante no grande caos e o que você faz hoje terá efeito amanhã. Pode ser difícil de dizer exatamente qual tipo de efeito e normalmente nem sempre podemos ver como tudo se conecta. Mas o efeito das suas ações permanecerá sempre em algum lugar no caos. Em 100 anos poderemos ter máquinas que calculem o efeito de toda e cada ação. Mas até lá nós só podemos confiar nisso: O medo se espalha. Mas… com sorte, o amor também!" -  Skam 4×10 [Jonas].

0 comentários:

Postar um comentário