Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de Me Sabotar, Beth Evans

03/09/2019
Sinopse - "Com ilustrações bem-humoradas, Beth Evans escreve sobre depressão, ansiedade, formulário, boletos e outros desafios para se tornar um adulto. A vida adulta não é fácil. E quem nunca fuxicou as redes sociais de amigos bem-sucedidos, só para se comparar, e acabou se sentindo pior ainda, que atire a primeira pedra. Contando suas próprias histórias vergonhosas, e outras mais sérias como depressão e TOC, a autora consegue extrair lições valiosas, sem perder a leveza diante da seriedade de diversos assuntos. Este livro é repleto de conselhos amigáveis sobre como cuidar de si mesmo, como procurar ajuda (não importa quais sejam seus problemas) e agarrar-se aquilo que te faz feliz – seja uma banda, seja uma maratona da Netflix. Beth Evans é uma contadora de histórias super criativa, e seus desenhos complementam suas palavras com um humor único. Diário de uma ansiosa ou como parei de me sabotar é como um abraço do seu melhor amigo naqueles dias sofríveis. E, como melhor amigo, está aqui para dizer: Você consegue!"
Titulo - Diário de uma Ansiosa ou como Parei de me Sabotar
Autor (a) - Beth Evans
Editora - Galera Record
Paginas - 192
ISBN - 9788501115614
❤❤❤❤❤


A Beth me conquistou e só Deus sabe como, de forma leve e divertida ela nos conta suas experiencias com a ansiedade e depressão e nos fala um pouco de como passou por tudo isso. O livro não é de autoajuda, ela não ensina a como passar por transtornos psicológicos e tudo mais, até porque uma coisa que ela bate muito em cima e achei incrível é no fato de que cada pessoa tem o seu transtorno, e muita das vezes o que funciona para um não funciona para o outro, cada um tem a sua maneira de passar pelas coisas.
Em meio a ilustrações leves e engraçadas ela vai nos contando como aprendeu a controlar sua ansiedade, um transtorno que afetou muito a vida dela, ela nos conta sobre sua depressão e nos conta também o ponto chave da sua doença, quando ela viu que realmente precisava de ajuda, que foi no ato de auto mutilação, não nego que chorei horrores nessa parte.
No decorrer do livro, vamos nos deparando com situações que todos já passamos uma vez na vida, sempre tem aquela pessoa que acha que os problemas dela são maiores que o seu, sempre tem aquela pessoa que sabe tudo sobre você quando na verdade não te conhece e sempre tem aquele que tem solução para tudo, que acha que ser feliz é uma questão de escolha, como ela conta no livro.
Frases clichês se “positividade” que nos sufocam ainda mais na maioria das vezes e a busca incessante de ser o ser humano perfeito, quando de fato ninguém é perfeito. Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de me Sabotar, fala de auto aceitação, de descobertas, de conquistas diárias, não é manual correto de como vencer a depressão, a ansiedade ou até mesmo o TOC – que são os assuntos abordados no livro – não, ele é um diário que conta a experiência de alguém e como ela conseguiu sobreviver a tudo isso.
Outra coisa que a Beth fala muito é sobre conquistas, que mesmo que pequenas devem ser levadas em consideração e comemoradas, que tudo bem você não estar bem, que nada melhora do dia para noite ou 100% e que tudo bem também, o importante é você estar bem de uma forma que seja boa para você, porque é nisso que temos que pensar em nós. Não existe remédio certo para esse tipo de situação, todos os dias não serão perfeitos assim com também não serão de todos ruins, o importante é retomar aos poucos e no seu ritmo sua vida e rotina. Outra coisa importante é que ela nos trás é que não devemos ter medo ou vergonha de pedir ajuda, quantas vezes forem necessárias, vão existir pessoas que não darão a mínima para você mas vão existir aqueles que querem te ajudar acima de tudo.
O ponto chave aqui é ser você e não o que a sociedade quer que você seja, parece clichê olhando dessa forma, mas é. A melhor forma de ser perfeita, de ser incrível é ser você, com seus gostos peculiares, com suas manias e dias bons e ruins, isso é o que nos torna incríveis. Permitir-se se divertir sem se forçar a nada. Tudo no seu tempo. O livro fala sobre depressão, TOC, ansiedade e automutilação, então pode conter alguns gatilhos, se você não se sentir bem com a leitura não continue e não tenha medo de pedir ajuda, conversar com outra pessoa sobre seus sentimentos pode parecer a coisa mais difícil do mundo mas é o que mais vai lhe ajudar, tenha em mente que você não esta sozinha e não precisa passar por nada sozinha.
Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de me Sabotar é um livro reflexivo, que nos faz começar a prestar atenção em nós mesmos, em nossos sentimentos. É uma leitura leve, gostosa e que flui muito bem, não é maçante já que a Beth intercala o texto com suas ilustrações o que torna tudo mais fácil de se entender, é uma leitura que vale a pena para quem quer ter uma nova visão sobre alguns transtornos psicológicos, ou seja, aqui vemos tudo através dos olhos e das palavras da Beth. É uma luta diária como ela mesmo diz. A edição está incrível, realmente é uma leitura que vale a pena.

Se você já leu esse livro me conte aqui o que achou, se identificou com a Beth em alguns aspectos? Se você ainda não teve a oportunidade de ler, lei pois tenho certeza de que não vai se arrepender.

0 comentários:

Postar um comentário