[K-Drama]: Love Alarm

11/09/2019
Sinopse - Em um mundo em que um aplicativo avisa seus usuários se alguém por perto gosta deles, Kim Jojo descobre o amor e encara as adversidades da vida. O Love Alarm gira em torno da história de uma tecnologia disruptiva, que permite que os usuários descubram o amor através de um aplicativo que notifica se alguém nas proximidades de um raio de 10 metros tem sentimentos românticos por eles.



Titulo: Love Alarm (original Netflix)
Data de lançamento: 22 de agosto de 2019
Temporadas: 01
Episódios: 08
Baseado em: Love Alarm de 
Chon Kye-young
❤❤❤❤
 




 
Imagina poder saber quem te ama em um raio de dez metros? Imagina não precisar mais passar pela vergonha de se declarar? Basta apenas tocar o Love Alarm do outro para que ele saiba de seus sentimentos, bem é sobre isso que o dorama fala. Love Alarm é um aplicativo criado com o intuito de mostrar quem te ama num raio de dez metros, o que acaba virando uma febre entre os jovens, começamos a história com o aniversário de quatro anos de lançamento do aplicativo, em plena véspera de natal no ano de 2023.
Apesar de meio futurística a coisa mais avançada que temos aqui é esse aplicativo mesmo, no geral tudo é como vemos hoje em dia. A série é curtinha e contem apenas oito episódios que te prende rapidamente como todo bom k-drama, voltamos quatros atrás na história acompanhando todo drama que gira em torno de Kim Jojo, nossa personagem principal aqui.

Tem todos aqueles clichês que quem assiste doramas está acostumado a ver, a mocinha que tem um grande trauma de infância, e que trauma minha gente chorei viu – não nego – acho incrível esse talento que os coreanos tem de jogar a jornada do herói na nossa cara de uma forma tão sentida, você realmente sente o sofrimento da personagem.
Mas nem tudo são flores e algumas coisa me deixaram bem incomodada com essa história. Todo o enredo em torno de Kim Jojo é incrível, os problemas na escola, família, tudo isso realmente te prende e te faz querer acompanhar o desfecho da personagem, o problema aqui é o personagem masculino. Nos deparamos com um triangulo amoroso, entre a Jojo e dois melhores amigos Lee Hee-Young e Hwang Sun-Oh. Hee-Young sempre gostou dela e sempre esteve ali já Sun-Oh recém voltou dos EUA, é todo bonitão, ex-modelo e essas coisa de galã, a questão é que o envolvimento de Jojo e Sun-Oh é muito, sei lá, imediata. Tipo ele vê ela num episodio e no outro já estão juntos, tipo e o melhor amigo dele que sempre gostou dela e ele sabia como fica?? Não sei, ao meu ver faltou desenvolvimento aqui nessa parte, principalmente por que ele foi um babaca com o Hee-Youg quatro anos depois. Sério eu fiquei com muita raiva. 
O dorama é baseado no webtoon de mesmo nome de Chon Kye-young, Sendo estrelado por Kim So-hyun (Kim Jojo), Jung Ga-ram (Lee Hee-Young) e Song Kang (Hwang Sun-Oh) e apesar do pouco desenvolvimento do casal em si tinha tudo para ser incrível, NÃO FOSSE AQUELE FINAL – sério, desculpe pela caixa alta – eu estou muito de cara com o final desse dorama, gente eu fiquei tipo??? Pensei “ah tem continuação, sai um episodio por semana é isso” mas não, não tem continuação e não tem nem previsão de quando sai a segunda temporada. 

Mas vocês devem estar se perguntando o porque de todo esse surto.

Acontece que ninguém sabe quem é o criador do aplicativo, apesar de alguns acontecimentos me fazerem desconfiar de alguém, só que no final meio que não era nada daquilo, Jojo se vê novamente entre os dois amigos e a população começa a ir contra o aplicativo devido a toda essa pressão. As pessoas começam a ficar cada vez mais depressiva pelo fato de não fazerem o Love Alarm de alguém tocar, ou seja, ninguém os ama e a coisa começa a ficar tensa. 

A história tem toda uma reviravolta e o ultimo episódio marcaria o desfecho de tudo, o criador seria revelado, a Jojo teria a chance de mudar a decisão que tinha tomado e finalmente ela sabia dos sentimentos de Hee-Young e como o Sun-Oh se sentia de verdade, mas teve esse desfecho?? Não meus amigos, não teve. Sério eu ainda não acredito que terminou daquele jeito, tudo bem entendo que eles queria deixar algo para a segunda temporada, mas sei lá não poderia ter sido de outra forma?

Apesar de tudo isso o dorama é bom e eu super indico, não deixem minha indignação como o final influenciar vocês - rindo de nervoso - assistam e tirem suas próprias conclusões, ele é leve e a história é de fácil entendimento mesmo tendo essas idas e vindas do passado. 

Se você já assistiu me conta aqui o que achou da história e do final, e claro estou aceito indicações de doramas legais para assistir.

[CineMaio]: Fyre - Fiasco no Caribe

06/09/2019
Sinopse - Fascinados pela promessa de um festival luxuoso nas Bahamas, centenas de pessoas compraram pacotes que custavam de 10 a 100 mil dólares com direito a acomodações de luxos, apresentações musicais e as melhores comidas e aventuras. No entanto, ao chegar lá eles se depararam com um terreno ainda em construção e algumas tendas. Do dia para a noite, estavam presos em uma ilha deserta com condições instáveis e mudanças climáticas agressivas.

Titulo: Fyre :Fisco no Caribe (original Netflix)
Data de lançamento: 18 de janeiro de 2019
Temporadas: 01
Episódios: 01 (documentário)
❤❤❤❤❤



O documentário conta como Billy McFarland defraudou cerca de $ 27,4 milhões de dólares de investidores em um marketing de um festival que nunca aconteceu. o Fyre Festival era para ter sido um festival de música em 2017, com parcerias incríveis, marketing impecável e a parceria entre Billy e o rapper Ja Rule, tinha tudo para ser um sucesso mesmo em sua primeira edição.

Você percebe o tipo de pessoa que o Billy é logo nos primeiros dez minutos do documentário, apesar de um gênio do mundo do marketing a índole do cara não é das melhores. Eu nunca vi um documentário com tantos, mas tantos arquivos originais, eles gravaram basicamente TUDO, senão tudo, o que me fez achar no final depois de alguns acontecimentos que ele queria aquilo, que ele queria aquela fama.

O documentário conta com alguns dos maiores influencers dos EUA, e o que mais me chamou a atenção foi no fato de levarmos como lei tudo que um famoso fala, ou o que um influenciador diz. Como se ele estivesse certo e se ele diz que é bom é porque é bom, bem o documentário prova bem o contrário e nos mostra o quão cegos estamos em meio a essa era digital e que precisamos ler e ir atrás as coisas antes de assinar embaixo e investir nosso suado dinheirinho.

Muitas pessoas foram fraudadas nesse festival e alguns ainda brigam na justiça até hoje para ter o dinheiro de volta. Isso só nos mostra que o que vemos na tela do celular nem sempre é a realidade dos fatos e que as vezes você pode estar literalmente comprando gato por lebre.

Eu super indico a todos que queiram ver um pouco como é o outro lado da moeda e ver que nem tudo que as redes sociais nos mostra deve ser levado como verdade absoluta. 

Vocês já assistiram? Se sim me contem aqui o que acharam e se ficaram indignadas tanto quanto eu, e se você ainda não assistiu eu super indico porque vale muito a pena na realidade que vivemos hoje.

Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de Me Sabotar, Beth Evans

03/09/2019
Sinopse - "Com ilustrações bem-humoradas, Beth Evans escreve sobre depressão, ansiedade, formulário, boletos e outros desafios para se tornar um adulto. A vida adulta não é fácil. E quem nunca fuxicou as redes sociais de amigos bem-sucedidos, só para se comparar, e acabou se sentindo pior ainda, que atire a primeira pedra. Contando suas próprias histórias vergonhosas, e outras mais sérias como depressão e TOC, a autora consegue extrair lições valiosas, sem perder a leveza diante da seriedade de diversos assuntos. Este livro é repleto de conselhos amigáveis sobre como cuidar de si mesmo, como procurar ajuda (não importa quais sejam seus problemas) e agarrar-se aquilo que te faz feliz – seja uma banda, seja uma maratona da Netflix. Beth Evans é uma contadora de histórias super criativa, e seus desenhos complementam suas palavras com um humor único. Diário de uma ansiosa ou como parei de me sabotar é como um abraço do seu melhor amigo naqueles dias sofríveis. E, como melhor amigo, está aqui para dizer: Você consegue!"
Titulo - Diário de uma Ansiosa ou como Parei de me Sabotar
Autor (a) - Beth Evans
Editora - Galera Record
Paginas - 192
ISBN - 9788501115614
❤❤❤❤❤


A Beth me conquistou e só Deus sabe como, de forma leve e divertida ela nos conta suas experiencias com a ansiedade e depressão e nos fala um pouco de como passou por tudo isso. O livro não é de autoajuda, ela não ensina a como passar por transtornos psicológicos e tudo mais, até porque uma coisa que ela bate muito em cima e achei incrível é no fato de que cada pessoa tem o seu transtorno, e muita das vezes o que funciona para um não funciona para o outro, cada um tem a sua maneira de passar pelas coisas.
Em meio a ilustrações leves e engraçadas ela vai nos contando como aprendeu a controlar sua ansiedade, um transtorno que afetou muito a vida dela, ela nos conta sobre sua depressão e nos conta também o ponto chave da sua doença, quando ela viu que realmente precisava de ajuda, que foi no ato de auto mutilação, não nego que chorei horrores nessa parte.
No decorrer do livro, vamos nos deparando com situações que todos já passamos uma vez na vida, sempre tem aquela pessoa que acha que os problemas dela são maiores que o seu, sempre tem aquela pessoa que sabe tudo sobre você quando na verdade não te conhece e sempre tem aquele que tem solução para tudo, que acha que ser feliz é uma questão de escolha, como ela conta no livro.
Frases clichês se “positividade” que nos sufocam ainda mais na maioria das vezes e a busca incessante de ser o ser humano perfeito, quando de fato ninguém é perfeito. Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de me Sabotar, fala de auto aceitação, de descobertas, de conquistas diárias, não é manual correto de como vencer a depressão, a ansiedade ou até mesmo o TOC – que são os assuntos abordados no livro – não, ele é um diário que conta a experiência de alguém e como ela conseguiu sobreviver a tudo isso.
Outra coisa que a Beth fala muito é sobre conquistas, que mesmo que pequenas devem ser levadas em consideração e comemoradas, que tudo bem você não estar bem, que nada melhora do dia para noite ou 100% e que tudo bem também, o importante é você estar bem de uma forma que seja boa para você, porque é nisso que temos que pensar em nós. Não existe remédio certo para esse tipo de situação, todos os dias não serão perfeitos assim com também não serão de todos ruins, o importante é retomar aos poucos e no seu ritmo sua vida e rotina. Outra coisa importante é que ela nos trás é que não devemos ter medo ou vergonha de pedir ajuda, quantas vezes forem necessárias, vão existir pessoas que não darão a mínima para você mas vão existir aqueles que querem te ajudar acima de tudo.
O ponto chave aqui é ser você e não o que a sociedade quer que você seja, parece clichê olhando dessa forma, mas é. A melhor forma de ser perfeita, de ser incrível é ser você, com seus gostos peculiares, com suas manias e dias bons e ruins, isso é o que nos torna incríveis. Permitir-se se divertir sem se forçar a nada. Tudo no seu tempo. O livro fala sobre depressão, TOC, ansiedade e automutilação, então pode conter alguns gatilhos, se você não se sentir bem com a leitura não continue e não tenha medo de pedir ajuda, conversar com outra pessoa sobre seus sentimentos pode parecer a coisa mais difícil do mundo mas é o que mais vai lhe ajudar, tenha em mente que você não esta sozinha e não precisa passar por nada sozinha.
Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de me Sabotar é um livro reflexivo, que nos faz começar a prestar atenção em nós mesmos, em nossos sentimentos. É uma leitura leve, gostosa e que flui muito bem, não é maçante já que a Beth intercala o texto com suas ilustrações o que torna tudo mais fácil de se entender, é uma leitura que vale a pena para quem quer ter uma nova visão sobre alguns transtornos psicológicos, ou seja, aqui vemos tudo através dos olhos e das palavras da Beth. É uma luta diária como ela mesmo diz. A edição está incrível, realmente é uma leitura que vale a pena.

Se você já leu esse livro me conte aqui o que achou, se identificou com a Beth em alguns aspectos? Se você ainda não teve a oportunidade de ler, lei pois tenho certeza de que não vai se arrepender.

[K-Drama]: Kingdom

31/08/2019

Sinopse - "Situado no período medieval Joseon da Coréia , conta a história do príncipe herdeiro Yi-Chang, que se envolve em um golpe / conspiração política e é forçado a embarcar em uma missão para investigar a propagação de uma misteriosa praga de mortos-vivos que assolou o atual imperador e as províncias do sul do país. A história começa com um aviso escrito em coreano em um outdoor, alegando que o rei de Joseon está morto e o príncipe herdeiro deve ser coroado imediatamente como o novo rei. No entanto, dentro do palácio, o rei é conhecido por estar gravemente doente e tem sido tratado secretamente nos últimos 10 dias. Ninguém foi autorizado a visitar o rei, nem mesmo o próprio príncipe herdeiro. Tarde da noite, o príncipe herdeiro fugiu para visitar seu pai, querendo saber a verdade. Mas em vez de seu próprio pai, ele encontrou a silhueta de um monstro bestial. Acompanhado pelo médico Seo-Bi, o enigmático Yeong-Shin e sua guarda pessoal Moo-Young, o príncipe Yi-Chang deve impedir o avanço da praga em direção à sua capital natal, Hanyang ( Seul atual ), enquanto se dirigia ao golpe sinistro comandado pelo Ministro Cho Hak-ju e sua família voltada para o seu depoimento do trono."

Titulo: Kingdom (original Netflix)
Data de lançamento: 25 de janeiro de 2019
Temporadas: 01
Episódios: 06 
Baseado em: The Land of the Gods de Kim Eun-hee e Yang Kyung-il 
❤❤❤❤❤ 



A série é definida na época da Dinastia Joseon (1392-1897). Conta a história de um príncipe herdeiro que é sai numa missão suicida para investigar uma misteriosa praga que tem assolado o país. A verdade ameaça o reino, quando se descobre um misterioso surto de zumbis. A série mistura elementos históricos com elementos de ação e zumbis.

Se você assim como eu ama um bom drama coreano e também um pouco de zumbi com toda certeza precisa assistir Kingdom. Lee Chang, um príncipe herdeiro que se vê preso em meio a uma rede de mentiras que envolve a suposta doença de seu pai. O rei está doente e não pode ver ninguém é o que dizem. Coisas estranhas começam a acontecer no palácio da rei quando a noite cai e Lee se vê obrigado a descobrir o que está acontecendo de verdade. 

É bem típico de realeza ou seja, traição atrás de traição e todo mundo querendo poder, a história é bem equilibrada em relação a isso com algumas revelações um tanto interessantes para apenas seis episódios. Os zumbis? Bem, eles são de um tipo diferente mas que te fazem ficar do tipo “eita pega” pelo menos foi o que eu achei e como sempre quando o negócio vai ficar bom, quando o trem vai pegar fogo de verdade, acaba, simples assim e em um momento crucial. 

A produção está incrível, o figurino e a história ao meu ver se seguir esse ritmo não vai deixar a desejar, só espero que o desfecho seja sensacional e acabe com a cabeça daquele lorde numa vala, mas beleza vida que segue. São seis episódios agoniantes, os personagens ainda estão vivos o que é uma conquista (aeeeee) agora só quero saber quando que sai a próxima temporada né. 

Se você ainda não assistiu por favor ASSISTA LOGO, se você já assistiu me conta aqui e vamos conversar sobre aquela cobra da rainha mãe porque convenhamos que NAJA.