Sobre a Vontade de Não Fazer Nada.

28/06/2018
A verdade é que a vida me dá uns tapas de vez em quando, mas como dizem por ai "quem nunca?". Tenho passado muito tempo olhando pro nada sem vontade de fazer algo produtivo e isso para ser bem sincera me deixa um tanto desconfortável, um exemplo claro é só olhar o tempo entre as postagens que dá para perceber o quanto fiquei fora daqui. Muitas pessoas já me perguntaram porque continuo com o blog em pleno 2018 uma era onde poucas pessoas tiram seus olhos dos feeds das redes sociais para ler ler um bom texto, ao até mesmo um bom livro...a verdade é que não sei. Gosto muito desse cantinho que tenho por aqui e sei que não importa o tempo que passe fora ele sempre estará aqui me esperando ansiosamente.

Sinto que já não escrevo mais como antes, sejamos sinceros, sinto que já não escrevo mais. Fico relendo textos antigos e perguntado onde me perdi e deixei de ser quem eu era ou quem eu gostaria de ser. Ainda quero uma aposentadoria como escritora - eu sei doideira - mas não me vejo fazendo muito para chegar lá. Já tentei inúmeras vezes colocar minha lojinha de manualidades no ar, mas ela nunca vai para frente, sempre me perco em algum momento e acabado deixando tudo de lado. Passei dias sem ouvir uma unica canção, o que é uma loucura já que musica é o que me inspira na maioria das vezes. A faculdade? Ah...bem terminei esse semestre aos trancos e barrancos, no limite das faltas, mas empurrando o máximo que dava para simplesmente não desistir mais uma vez.

No fim percebo que tenho muito dessa de sumir de vez em quando ou de querer apenas procrastinar. Sinceramente sinto aqui dentro que ainda não achei meu lugar de verdade, é como se eu estivesse ando em círculos sem saber para onde ir e tudo simplesmente não fizesse sentido...ou quem sabe apenas não me permito ficar de verdade, por medo do futuro ou apenas por não me identificar com nada. MEDO. Esse sentimento tem me acompanhado bastante nos últimos tempos e como sempre fui uma pessoa que não age sem pensar talvez seja por isso que ando tão estagnada, deixei o medo tomar conta de mim.

Aos poucos toda rotina vai voltando ao normal, mas sei que não volto a ser quem eu era, as pessoas continuam me desapontado e apesar de ter deixado de me importar muito com isso sinto que vou me fechando cada vez mais para novas pessoas, para não ser desapontada novamente. Tudo começa a caminhar. Novos projetos surgem. Novas oportunidades. E eu me sinto lutando novamente, na esperança de não deixar que o medo tome conta e tudo não sai mais do lugar.

2 comentários:

  1. :C
    Me sinto assim às vezes, mas não podemos nos deixar abater! Não desista dos seus sonhos, estou torcendo por você ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade, não podemos nos deixar abater e claro não podemos desistir de nossos sonhos. Um beijo moça.

      Excluir